sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Outlander - A Viajante do Tempo

   

Olá pessoas! Faz bastante tempo desde minha última postagem por aqui, eu sei. Andei muito ocupada e desanimada. Mas ano novo, novas tentativas e também novas leituras! Comecei o ano com o pé direito nas leituras viu, faz algum tempo que vejo esse título nas redes sociais e nunca me voluntariei a lê-lo, mas depois de uma longa abstinência de leitura resolvi dar essa oportunidade a Série Outlander, diga-se de passagem valeu muuuuuuuuito a pena.
   Pra ser bem sincera o início do livro (bem volumoso) não me cativou muito, mas em determinado ponto da leitura eu simplesmente dei as costas ao mundo real e viajei no tempo junto com Claire. A história se inicia na Escócia onde Clarie e seu marido Frank resolvem passar uma lua de mel pós guerra, já que logo depois de casados explodiu a segunda guerra mundial que os deixou afastados por 6 longos anos, ele servindo ao exército americano e ela como enfermeira. Visitando lugares históricos, revivendo tragédias locais, descansando as mentes e os corpos e tentando gerar um bebê, mesmo conscientes da esterilidade da jovem Claire. Eles já estiveram naquelas redondezas na sua primeira lua de mel e decidem que seria de grande valia para a retomada da união recomeçarem por lá.
   O que acontece de diferente nessa segunda lua de mel é que eles descobrem um lugar onde "bruxas" locais se reúnem para saudar as passagens das estações e para descobrir se algo ficou para trás durante o último ritual Claire volta ao local e se depara com uma fenda no tempo... ela retrocede 200 anos... e então eu te digo: respire fundo que o livro vai te deixar louuuucaaaaaaa(o)!!!
   São muitos acontecimentos, embates familiares, desavenças de clãs, disputas por terras e tudo o mais típico das histórias com enredo medieval, porém também nos debatemos com uma história de amor que vai paralisar a nossa protagonista no passado, mesmo amando Frank e imaginando o desespero que ele deve está passando Clarie começa a esmorecer nas tentativas de retornar ao seu tempo original, pois um amor avassalador surgiu de maneira intempestiva na sua vida. Acreditem, um antepassado de Frank passa ser o seu maior inimigo e perseguidor obrigando-a a casar para se proteger de sua tentativa de investigá-la e que com certeza a levaria a tortura no final. E é assim que ela se casa com Jaime Fraser, um homem deslumbrante, pobre, corajoso e louco por ela.

"-Sempre me perguntei porque você permaneceu virgem por tanto tempo. Todas as garotas de Lallybroch são feias, então?
- Não - disse ele, estreitando os olhos para o sol da manhã. - Foi principalnente por culpa de eu pai. Nós caminhávamos pelos campos no final da tarde, às vezes, ele e eu, e conversávamos sobre muitas coisas. e quando cheguei a idade em que isso era uma possibilidade, ele me disse que um homem tem que ser responsável por qualquer semente que plantar, porque é seu dever proteger uma mulher e cuidar dela. se eu não estivesse preparado para isso, não tinha o direito de sobrecarregar uma mulher com as consequências dos meus próprios atos."

  Cercados de inimigos por todos os lados o casal Fraser vai atravessar tormentas inimagináveis, esteja preparado pra cenas chocantes e de embrulhar o estômogo. Clarie será envolvida por um amor louco que fará com que tenha forças para enfrentar as maiores perversidades que o cretino Black Jack Randall foi capaz de cometer, em nome do amor? Do desejo? Ou da pura maldade?
  Fala sério meu povo, o livro é espetacular!!! Gente eu conheci o monstro do lago Ness (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk), to bem mais entendida de ervas medicinais e agora tenho obrigação de juntar uma grana e conhecer a Escócia! O livro te deixa com os olhos cheios de lágrimas diante das mazelas e crueldades, te deixa rindo a toa com as piadas daqueles homens brutos e sem pudor e te deixa transbordando de expectativas pela próxima página. Sem falar que essa capa que a Saída de Emergência providenciou... espetacular!!! Acho muito lindo, imagino essa cena exatamente assim, o mesmo lugar em tempos tão diferentes...
   Trata-se de uma séria bem extensa, oito livros e o último ainda não foi traduzido. Espero que a autora consiga me manter ligada e apaixonada em todos eles. Então super indico a leitura, é bem extenso mas deixa você flutuando, o livro acaba e você se sente na obrigação de estar com o volume dois em mãos.


Raíssa Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2015 Boteco da Leitura